O Santuário

Sua História e Construção

O nosso estado tem o nome de Espírito Santo porque foi no dia em que a Igreja comemorava Pentecostes que Vasco Fernandes Coutinho aportou em Vila Velha, Prainha, para tomar posse da Capitania Hereditária a ele confiada - Capitania Hereditária do Espírito Santo, em 1535.

Em 1952, tomou posse na Diocese do Espírito Santo, Dom José Joaquim Gonçalves, que teve a Inspiração Divina de construir, em Vila Velha, um Santuário em honra ao Divino Espírito Santo.

Naquela época Dom José confiou a tarefa da construção ao Frei Aniceto Kroker que, por vários motivos, não conseguiu efetuar a compra do terreno e a conseqüente construção do templo.

Logo depois, o proprietário do terreno, Sr. André Nogueira, vendeu-o para os Srs. Paulo e Jovem Mota e estes, amigos do então Vigário Frei Firmino Matuschek, revenderam-no em 14 de maio de 1956, dando assim, um impulso ao plano traçado por Dom José, para a construção do Santuário.

O Santuário do Divino está localizado na Rua Cabo Aylson Simões, em Vila Velha, Espírito Santo e é considerado um dos maiores do Brasil.
Da construção

O projeto arquitetônico foi elaborado pelo arquiteto Hélio de Almeida Vianna; o projeto estrutural foi feito pelo engenheiro civil Valeriano Ceotto e a construção ficou a cargo do construtor Gino Ceotto.

O terreno é de 7242 metros quadrados e a igreja ficou medindo 60 metros de comprimento por 24 de largura. A nave principal mede 50 metros de comprimento por 16 de largura e as naves laterais medem 4 metros de largura, com 10 colunas de cada lado.
Com criatividade e persistência foram realizadas várias campanhas mobilizando a comunidade para doações, tendo conseguido inclusive ajuda financeira proveniente da Alemanha. Uma das campanhas que marcou a memória de todos foi a das crianças que doavam lajotas. O próprio Frei Firmino ficava no local aguardando cada uma delas e recebendo suas doações. O terreno, que era uma mistura de pasto e brejo, foi também aterrado pela Prefeitura.

À medida que a obra evoluía, a população e visitantes ficavam impressionados com a sua grandiosidade e também com o otimismo do Frei Firmino. Vieram as campanhas dos vitrais e dos bancos de madeira. Dessa maneira, o Santuário foi sendo erguido.

A inauguração e consagração do templo – Santuário – foram realizadas pelo Arcebispo Dom João Batista da Motta e Albuquerque, em 21 de abril de 1967, em cerimônia festiva. As explicações das cerimônias ficaram a cargo do capelão da Marinha Padre Hebert Victor Burns.

Acervo de fotos do ex-Prefeito de Vila Velha, Tuffy Nader. Creditos - http://www.morrodomoreno.com.br